Adilson Batista confirma demissão do Cruzeiro e detona Conselho Gestor:

Treinador não resistiu à derrota por 1 a 0 para Coimbra, em casa, pelo Campeonato Mineiro

Adilson Batista confirma demissão do Cruzeiro e detona Conselho Gestor:
Crédito da foto: Bruno Haddad / Cruzeiro EC
FOX Sports

Adilson Batista não resistiu a mais uma derrota na temporada e teve sua demissão do Cruzeiro confirmada neste domingo (15 de março), após 1 a 0 sofrido em Coimbra, no Campeonato Mineiro. A confirmação foi feita pelo próprio treinador, em entrevista coletiva concedida ao final da partida. 

O treinador foi enfático, tecendo muitas críticas para o Conselho Gestor que hoje comanda o clube mineiro, que ainda não teve um novo presidente oficialmente eleito. 

“Dizer a vocês que não são mais treinadores do Cruzeiro. Acabei sendo demitido pelo Carlos (Ferreira, interlocutor do futebol do Cruzeiro). Gostaria de dizer que você está torcendo, acompanhando, torcendo para que o Cruzeiro consiga seu maior objetivo do ano, que é o acesso. Mas deixe bem claro que fico um pouco chateado. Não apenas com os resultados recentes, que também temos participação, culpa, enfim. Agora, a gente precisa entender o processo ”, começou a falar ou treinar, que também lembrou tudo o que aconteceu no início da temporada. 

“No início do ano, tivemos que fazer uma reformulação. Tive uma coragem de pedir para selecionar jogadores saíssem. Enfrentei. Ajudei nesse processo. O clube com uma bagunça dentro do vestiário. Atletas tomaram conta do clube, derrubaram seu Mano Menezes, meu amigo, seu Abel, seu Rogério Ceni e tomaram conta do clube ”, prosseguiu. 

“Você chega e tem que limpar. Dei alguns exercícios até resolver essa situação, porque não há comandos lá em cima. Rezo, o clube está precisando urgentemente de um presidente, porque hoje tem oito gestores e todos querem dar palpite no futebol. Alguns precisam cuidar do marketing, era para fazer campanha por 300 mil, hoje só estamos com 45. Esse marketing está mal, precisa melhorar ”, completou. 

Com uma paralisação por tempo indeterminado confirmado pela Federação Mineira, também neste domingo, o Raposa ainda não possui dados para retornar a um campo na temporada, que já são competições da CBF, como a Copa do Brasil, foram paralisadas.