Espanhóis poderão sair para passear e praticar esportes a partir de 2 de maio, diz primeiro-ministro

Espanhóis poderão sair para passear e praticar esportes a partir de 2 de maio, diz primeiro-ministro
Foto: Borja Puig de la Bellacasa/La Moncloa/AFP

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, anunciou na noite deste sábado (25) que a partir de 2 de maio os cidadãos, há seis semanas submetidos a um confinamento rigoroso, poderão sair de casa para praticar esportes ou passear, se a epidemia continuar desacelerando.

Além disso, Sánchez anunciou que apresentará na terça-feira o plano de suspensão do confinamento que seu governo espera colocar em andamento a partir de meados de maio.

“Gostaria de anunciar que, se a evolução da pandemia continuar em um sentido positivo, […] a partir de 2 de maio será permitido sair para praticar atividades físicas individuais e passeios com as pessoas com as quais convivemos”, declarou durante um discurso na televisão.

A Espanha está desde 14 de março em um confinamento mais rígido do que o restante dos países europeus, que foi inclusive prolongado até 9 de maio.

Os adultos podem sair somente para trabalhar – no caso de não poderem trabalhar remotamente -, comprar comida, ir à farmácia, ao médico ou passear com o cachorro.

Sánchez, que mencionou nesta semana que a suspensão das medidas poderia ocorrer a partir de meados de maio e de forma progressiva, anunciou que na terça-feira apresentará o plano de ‘desconfinamento’.

O processo “será gradual, pois não vamos recuperar toda a mobilidade de uma só vez”, insistiu.

“Todas as atividades [econômicas] serão recuperadas em etapas e com limitações que vão mudando a cada avanço” no combate à epidemia, acrescentou, destacando que o desconfinamento será diferente dependendo da região.

A Espanha é o terceiro país do mundo mais afetado pela pandemia em número de mortes, atrás dos Estados Unidos e da Itália, com 22.902 mortos.

G1