Feder diz que recusou convite para ser ministro da Educação

Feder diz que recusou convite para ser ministro da Educação
Foto: reprodução/Facebook

O secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, afirmou neste domingo (5) que decidiu declinar do convite feito pelo presidente Jair Bolsonaro para tornar-se ministro da Educação.

O nome era dado como certo na sexta-feira (3) pela manhã nos bastidores do Palácio do Planalto. O presidente teria inclusive cancelado uma entrevista pessoal que faria com o secretário do Paraná na segunda-feira (6). Jair Bolsonaro também teria dito a interlocutores que Feder estava fora e já buscava por outro nome.

Feder afirma que não assumirá o cargo por decisão própria e deu detalhes do contato feito por Bolsonaro. Disse ainda que manterá o trabalho desenvolvido no Paraná.

“Recebi na noite da última quinta-feira uma ligação do presidente Jair Bolsonaro me convidando para ser ministro da Educação. Fiquei muito honrado com o convite, que coroa o bom trabalho feito por 90 mil profissionais da Educação do Paraná. Agradeço ao presidente Jair Bolsonaro, por quem tenho grande apreço, mas declino do convite recebido. Sigo com o projeto no Paraná, desejo sorte ao presidente e uma boa gestão no Ministério da Educação.”, escreveu em seu perfil no Facebook.

R7