Mbappé brilha, Thiago Silva também marca e PSG goleia pela Copa da França

Mbappé brilha, Thiago Silva também marca e PSG goleia pela Copa da França
Mbappé, Sarabia, PSG, Dijon, Copa da França (Foto: REUTERS/Emmanuel Foudrot)

Paris Saint-Germain vence o Dijon por 6 a 1 e se classifica para as semifinais da competição

Resumão

O Paris Saint-Germain teve uma noite muito tranquila nesta quarta-feira no Estádio Gaston-Gérard. Goleada por a 6 a 1 sobre o Dijon e classificação assegurada para as semifinais da Copa da França. Sarabia (duas vezes), Mbappé e Thiago Silva marcaram para o PSG, que também contou com dois gols contra, de Lautoa e Coulibaly. O gol de honra do Dijon foi de Chouiar. Oitava vitória seguida do PSG na temporada, dentro de uma sequência de 22 jogos de invencibilidade. Curiosamente, a última derrota havia sido justamente para o Dijon, no dia 1 de novembro do ano passado, pelo Campeonato Francês.

DESTAQUE DO JOGO

Se não tem Neymar, vai Mbappé mesmo. O atacante francês foi um dos destaques do PSG nesta goleada por 6 a 1 sobre o Dijon, ao lado de Sarabia, que marcou duas vezes. Mbappé até exagerou em alguns lances no primeiro tempo, mas marcou o segundo gol do Paris Saint-Germain, teve participação direta no quinto (a cavadinha foi dele, mas a arbitragem assinalou depois gol contra de Coulibaly) e deu a assistência para o sexto, de Sarabia. O meia espanhol também anotou o quarto gol, de rebote.

Outro ponto importante foi o retorno do zagueiro Thiago Silva, capitão do PSG. Ele voltou a jogar depois de perder quatro compromissos, por causa de uma lesão na virilha, sofrida no fim de janeiro. Apesar de um vacilo na etapa inicial e da compreensível falta de ritmo, Thiago Silva foi importante defensivamente e colaborou para a goleada, com um gol de cabeça, o terceiro da vitória por 6 a 1.

COMO FOI O PRIMEIRO TEMPO

Os primeiros 45 minutos foram de amplo domínio do Paris Saint-Germain, mas sem tantas chances claras. Facilitou estar à frente com menos de dois minutos de jogo, graças ao gol contra de Lautoa. O Dijon teve poucos contra-ataques - até porque o PSG matou muitos, com falta. Mas em um deles Chouiar teve espaço e qualidade para aproveitar e empatar provisoriamente o jogo. Cavani teve um gol anulado após atuação do VAR, por toque de mão de Meunier. Mas quase no fim da etapa inicial, depois da roubada de bola de Draxler, Mbappé fez 2 a 1.

COMO FOI O SEGUNDO TEMPO

A etapa final foi um passeio do Paris Saint-Germain. Ao todo foram 11 finalizações, sendo seis no gol adversário. Já o Dijon não acertou a meta de Navas uma vez sequer. Com quatro minutos Thiago Silva ampliou para 3 a 1, de cabeça. Aos 10, Sarabia marcou o quarto. O PSG teve várias chances de aumentar o placar, mas os dois últimos gols só saíram após os 40 minutos. Primeiro o gol contra de Coulibaly, na cavadinha de Mbappé. E depois, já nos acréscimos, o segundo de Sarabia.

GLOBO.COM