Número de turistas estrangeiros no RN cresce 48% em 2020

Número de turistas estrangeiros no RN cresce 48% em 2020
Novos voos com destino ao RN foram implantados | Foto: Wendell Jefferson/Inframerica

Redação/Portal da Tropical

A quantidade de turistas internacionais que desembarcaram no Rio Grande do Norte por meio de voos diretos em janeiro de 2020 cresceu 48,11% em relação ao mesmo período no ano anterior. Os dados foram informados pelo Núcleo de Imigração da Polícia Federal no RN, responsável pela fiscalização de voos diretos que chegam no Aeroporto de Natal. Com esse aumento, há uma estimativa de movimentação financeira de aproximadamente R$ 15 milhões referente aos mais de 3 mil viajantes.

De acordo com a secretária de turismo do estado, é importante estar atento aos resultados alcançados com a implantação de novos voos e frequências na alta temporada. “É importante observar e valorizar os efeitos que a chegada de novos voos promove em um destino, principalmente em se tratando de frequências internacionais. As perspectivas de fomento na economia impactam a realidade das pessoas que trabalham direta ou indiretamente no setor do turismo”, comentou Aninha Costa.

“Estamos trabalhando fortemente com ações de marketing e inteligência comercial voltadas para o mercado internacional, tendo em vista o mercado europeu e sem esquecer o público latino, que representa hoje a nossa maior entrada. Nossa expectativa é que os esforços façam com que a busca pelo destino RN seja ampliada nesses mercados específicos também na baixa temporada”, afirmou Bruno Reis, diretor da Empresa Potiguar de Promoção Turística.

Maior entrada de portugueses do Brasil

Entre as principais portas de entrada dos voos da TAP no Brasil, Natal é a que possui maior participação de passageiros estrangeiros de entrada em relação ao total de viajantes, sendo o único estado a receber uma quantidade maior de estrangeiros que a quantidade de brasileiros saindo do país. Em números, do total de passageiros (77.408) que voaram a ligação Natal-Lisboa/Lisboa-Natal, de outubro de 2018 a setembro de 2019, 59,7% correspondem ao fluxo de entrada no país (inbound), enquanto 40,3% (outbound) ao de saída.