Presidente do Lyon diz que jogo com Juventus pela Champions está confirmado para 7 de agosto

Jean-Michel Aulas garante que Uefa terminará temporada em agosto e diz que seu clube e o PSG "serão massacrados" no torneio continental devido ao longo período inativo

Presidente do Lyon diz que jogo com Juventus pela Champions está confirmado para 7 de agosto
Lyon venceu a Juventus por 1 a 0 no jogo de ida, na França, em fevereiro — Foto: Getty Images/AFP

Liga dos Campeões de 2019/20 será concluída em agosto. Quem garante é o presidente do Lyon, Jean-Michel Aulas. Em entrevista à rádio francesa “RTL”, ele afirmou que a partida de volta contra a Juventus, pelas oitavas de final do torneio, está agendada pela Uefa para o dia 7 de agosto.

“O jogo contra a Juventus está confirmado para a sexta-feira, dia 7 de agosto, em Turim com portões fechados”, declarou Aulas.

A partida de ida, disputada no dia 26 de fevereiro na França, terminou com vitória por 1 a 0 da equipe de Bruno Guimarães. A data mencionada pelo dirigente se encaixa no calendário divulgado pela imprensa europeia e que seria o planejado pela Uefa, com os 17 jogos restantes da Liga dos Campeões disputados entre 7 e 29 de agosto. Veja como seria:

Oitavas de final (jogos restantes):

 

  • 7 e 8 de agosto (sexta-feira e sábado)

Quartas de final:

  • Ida: 11 e 12 de agosto (terça e quarta-feira)
  • Volta: 14 e 15 de agosto (sexta-feira e sábado)

Semifinais:

  • Ida: 18 e 19 de agosto (terça e quarta-feira)
  • Volta: 21 e 22 de agosto (sexta-feira e sábado)

Final:

  • 29 de agosto (sábado)

“Lyon e PSG podem ser massacrados”

Aulas também comentou sobre as ações que moveu contra o fim precoce do Campeonato Francês. O presidente do Lyon reiterou que, caso os recursos não sejam aceitos e o torneio não seja retomado, seu clube e o PSG serão prejudicados na conclusão da Liga dos Campeões. As demais equipes, da Alemanha, Espanha, Inglaterra e Itália, devem todas voltar a disputar suas ligas.

“Se os recursos não forem aceitos, isso vai ser enviar Lyon e PSG para serem massacrados por equipes que terão uma preparação que nós não teremos”, disse o presidente do Lyon.

Com o fim da temporada na França, o Lyon encerrou a Ligue 1 na sétima posição, fora das competições europeias. Jean-Michel Aulas chegou a estimar o tamanho do prejuízo para os clubes do país sem a disputa das 10 rodadas finais.

– Essa crise significa uma perda de 900 milhões de euros até o dia 30 de junho para o futebol francês. Pode nos marcar pela vida. Não sei quem poderá sobreviver. Não temos nenhuma obrigação. Na Europa somos exceção.

 

Por GloboEsporte.com — Paris, França