Tornados e temporais causam destruição em Santa Catarina e deixam mais de 800 pessoas desabrigadas

Tornados e temporais causam destruição em Santa Catarina e deixam mais de 800 pessoas desabrigadas
Foto: Reprodução/Silas Júnior/NSC TV

Tornados e tempestades deixaram um rastro de destruição neste sábado em Santa Catarina. As rajadas de vento alcançaram 100 km/h e chegaram a derrubar caminhões. Segundo a Defesa Civil, foram registradas chuva forte e queda de granizo principalmente nas regiões Oeste e Norte catarinense.

Ao menos 16 pessoas ficaram feridas, duas delas em estado grave. O mau tempo também provocou quedas de árvores, e o trânsito foi interrompido em rodovias. Várias regiões ficaram sem energia elétrica.

A Defesa Civil contabiliza ao menos 830 pessoas desabrigadas. Outras 120 tiveram as casas destruídas.

Cerca de 4.200 imóveis foram diretamente afetados, e outros 49 imóveis públicos sofreram danos.

Os tornados foram registrados nos municípios de Água Doce e Irineópolis. Também houve prejuízos no Vale do Itajaí, Grande Florianópolis, Litoral e Serra catarinense.

Segundo especialistas, o fenômeno é causado pelo deslocamento de uma supercélula, uma nuvem que tem ventos quentes e úmidos ascendentes e ventos frios descendentes.

— No interior da nuvem há pequenas rotações de ventos horizontais de pequenas dimensões. Essa condição de dentro da nuvem pode, em alguma oportunidade, ocorrer próximo do solo, trazendo aquele funil característico que chamamos de tornado — explicou o meteorologista da Central NSC de Meteorologia, Leandro Puchalski, ao G1.

As condições meteorológicas ainda causaram pontos de alagamentos em vias de Florianópolis. Em Blumenau, também foram registrados estragos por conta de chuva forte, vento e granizo.

Em Balneário Camboriú, no Litoral Norte, um barranco cedeu e atingiu uma casa. Já em Lages, na Serra catarinense, houve casos de alagamentos e transbordamento de rio.

Extra