Advogado e pré-candidato a prefeito de Antônio Martins foi sequestrado no RN e libertado no estado do Ceará

Advogado e pré-candidato a prefeito de Antônio Martins foi sequestrado no RN e libertado no estado do Ceará

A Polícia Civil de Alexandria vai investigar o sequestro do advogado e pré-candidato a prefeitura de Antônio Martins, João Venâncio. Ele desapareceu  desde a última quarta feira (23), quando saiu da cidade com destino a Pau dos Ferros, onde iria resolver assuntos relacionados a sua candidatura e não retornou para sua casa, nem manteve contato com a família.

 

O carro do advogado, foi encontrado abandonado, na quinta feira (24), as margens da BR 405 nas proximidades de Pau dos Ferros. A partir do Boletim de Ocorrência, registrado pela família na Delegacia de Polícia Civil de Alexandria, o delegado daquela cidade, Dr. Antônio Chaves com apoio da PM deu início as diligências, no sentido de localizar o pré-candidato.

 

Na noite desta sexta feira (25) a equipe da Polícia Civil recebeu informações que o advogado João Venâncio estava na cidade cearense de Pereiro, onde teria sido libertado pelos sequestradores. O DPC com sua equipe foi até a cidade cearense. O Político estava na Delegacia da Polícia Civil de Pereiros onde prestou depoimento ao delegado local.

 

Segundo relatos do pré-candidato, ao ser sequestrado, foi posto um capuz em sua cabeça e levado até um local que não soube informar, sendo liberado somente no dia de ontem (25), na subida da serra de Pereiros no Ceará. João Venâncio acredita que o sequestro tinha como único objetivo, impedir o registro da candidatura, tendo em vista que o prazo encerra-se hoje, às 19h nos cartórios eleitorais e até às 8h de forma virtual.

 

Após o depoimento, o advogado e político foi levado para o hospital e depois de medicado, para a sua casa em Antônio Martins na região do Alto Oeste Potiguar. O delegado de Alexandria, Antônio Chaves deverá instaurar inquérito, o mais rápido possível, para iniciar as investigações sobre o caso, que ganhou repercussão em toda a Imprensa do Rio Grande do Norte.

 

Joãozinho Venâncio, como é conhecido, disputou a campanha de 2016 onde buscava a chefia do executivo municipal e, a priori, pleiteia ser postulante ao cargo de prefeito, também em 2020. Não se sabe se o sequestro sofrido alterou seu interesse em enfrentar as urnas, em 15 de novembro próximo.

 

Com o slogan "A Força do Querer", a convenção homologou sua candidatura em 15 de setembro passado. João Venâncio tem 73 anos e é filiado ao Partido dos Trabalhadores, porém, ele ainda não fez o registro da candidatura. O que faria no dia em que foi sequestrado.

 

Fontes:

RN Política em Dia

Fim da Linha